Erros financeiros que podem acabar com empresas de serviços

como aumentar os lucros da empresa: empresário analisando documentos
Como aumentar os lucros da empresa
17/04/2019
Consultoria SAP em Londrina. Maringá e Curitiba: case de sucesso SAP B1 - frente da emrpesa
Consultoria SAP: case de sucesso da EasyOne e ICI
08/05/2019
Exibir tudo

Erros financeiros que podem acabar com empresas de serviços

erros financeiros - mão fazendo conta em bloco de papel com a calculadora do lado.

Erros financeiros podem provocar muito mais do que uma rotina desorganizada e angustiante para o empreendedor. Esses tropeços impedem o crescimento da empresa, travam resultados e, ainda pior, podem até levar o negócio à falência.

 

E apesar do setor de serviços não precisar lidar com algumas frentes que, se não controladas, colaboram grandemente com o comprometimento da saúde financeira (como estoque, por exemplo) é um ramo que deve estar atento para não perder o controle e desmoronar.

 

Por isso, preparamos esta lista com os 4 principais erros financeiros que prejudicam as prestadoras de serviços e podem até quebrar um negócio.

Confira!

Erros financeiros: olhar só para o faturamento

Prestar atenção no faturamento da empresa é fundamental. No entanto, olhar apenas para esse número pode prejudicar a saúde financeira do negócio na medida em que os gestores não entendem a natureza do resultado.

 

Segundo Ruy Barros, consultor do Sebrae em entrevista para a revista Exame, o problema aparece quando o faturamento entra em queda e a liderança não costumava cruzar o número com outros indicadores da empresa e do mercado.

 

Por exemplo: o faturamento cai, mas a gestão não sabe se é porque a qualidade dos serviços caiu, ou, se é porque a marca concorrente está ganhando espaço.

 

A solução é acompanhar o faturamento junto a outras informações – como o resultado de anos anteriores, a qualidade do serviço e a percepção da marca. Além disso, vale comparar-se com os concorrentes.

 

Isso, porque uma noção ampla do que está por trás do faturamento permite o aproveitamento de oportunidades de negócio e economia. Outro aspecto importante é que esse controle possibilita que a empresa reaja mais rapidamente diante de queda nas vendas, antes que todo o financeiro seja comprometido.

Erros financeiros: não controlar o fluxo de caixa

Mais um dos grandes erros financeiros é a falta de controle preciso do fluxo de caixa. Isso, porque sem o monitoramento adequado, é muito rápido para que a empresa gaste mais do que tem.

 

Inclusive, o especialista em gestão Luiz Fernando Barbieri em entrevista para a revista Exame, alerta que esse tipo de descontrole é um dos principais caminhos para a falência.

 

Faz sentido, já que controlar o fluxo de caixa permite conhecer exata e continuamente os valores e os prazos de contas a pagar e a receber. Dessa forma, a empresa consegue trabalhar com um orçamento consistente e pode limitar despesas, encontrar gargalos, pagar contas em dia, evitar dívidas e planejar metas de faturamento. Em contrapartida, sem o controle do fluxo de caixa nada disso é feito. O dinheiro acaba e as dívidas crescem.

 

Barbieri diz que negócios muito pequenos ou individuais podem até contar com uma planilha para fazer o controle. No entanto, a maioria das empresas precisa contar com um sistema de gestão.

 

Aqui, a EasyOne Consultoria recomenda o SAP Business One, que é um software completamente integrado a todos os setores da empresa. Ele armazena as informações de fluxo de caixa de forma clara e organizada, além de automatizar processos e apresentar os dados em tempo real, com precisão e confiabilidade. E você pode verificar tudo a qualquer hora e lugar, com total segurança e facilidade.

 

erros financeiros - mulher observando gráfico em sistema de gestão no tablet

Controlar o fluxo de caixa é fundamental para manter a saúde financeira da empresa. (Imagem: Pexels)

Erros financeiros: contratar com dinheiro incerto

No setor de serviços, não é raro que empresários decidam fazer investimento pesado na contratação de pessoal quando um acordo grande está prestes a ser assinado. Segundo especialistas ouvidos pela revista Pequenas Empresas Grandes Negócios, esse é mais um erro que pode comprometer a saúde financeira.

 

Contratar pessoal custa muito dinheiro e é importante esperar que o valor – ou boa parte dele, pelo menos – já esteja na conta da empresa. E o motivo é simples: basta que o cliente desista para que o orçamento, agora comprometido com o investimento em funcionários, encare um rombo catastrófico.

Erros financeiros: não investir em pessoal capacitado

Ao mesmo tempo em que aumentar a equipe sem a certeza dos recursos é um erro, não investir adequadamente nas contratações também compromete a saúde – especialmente, no setor de serviços.

 

Nesse aspecto, é fundamental analisar os resultados do time e entender qual tipo de retorno cada colaborador traz para a empresa. Certamente, quanto mais capacitado o profissional, mais positivo será seu desempenho. Como resultado, o conjunto que forma o serviço prestado pela empresa terá mais eficiência e trará melhores resultados financeiros.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *