Como as empresas controlam o seu estoque de forma eficiente?

Neste mês de Setembro a Easyone está comemorando 10 anos!
05/09/2018
Nove principais benefícios de uma boa gestão de estoque
13/09/2018
Exibir tudo

Como as empresas controlam o seu estoque de forma eficiente?

Existem muitas maneiras diferentes de controlar o seu estoque de maneira eficiente. Uma maneira básica é criar uma planilha com várias colunas para o nome do produto, o número do item e a quantidade. Você pode ter uma coluna para deduzir o que você vende e envia. Você também pode manter um registro de devoluções e novo estoque recebido.

Claro que este é um processo incrivelmente trabalhoso que nenhuma empresa em crescimento quer lidar. Requer monitoramento manual contínuo para garantir que todas as transações sejam contabilizadas. A informação é difícil de compartilhar e outra grande armadilha é o erro humano. As pessoas são propensas a cometer erros – erros que são difíceis de rastrear e resultam em números de inventário imprecisos.

Em última análise, quanto mais automatizado for o seu sistema, menos burocracia haverá. Há toda uma série de opções de software de gerenciamento de estoque. Esses sistemas de software, como o SAP Business One, podem oferecer integração com seus sistemas de planejamento de recursos empresariais.

Sua empresa precisa melhorar o controle do inventário? Reserve uma consulta gratuita e sem compromisso com um de nossos especialistas em negócios.

A solução SAP Business One oferece um módulo robusto de gerenciamento de estoque para ajudar os negócios de manufatura e distribuição a gerenciar melhor o estoque. O módulo Gerenciamento de estoque facilita o gerenciamento eficiente de estoque em tempo real em vários armazéns. Mantenha a produção econômica, otimize os níveis de estoque e melhore a entrega no prazo com a capacidade de rastrear e registrar todo o movimento de estoque. Gerencie dados detalhados de depósito e obtenha a capacidade de planejar ordens de produção com base no planejamento de necessidades de material. 

 

 

Fonte: Aline de Oliveira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *