Precificação na indústria: desafios e como superá-los

A precificação na indústria é uma tarefa complexa que vai muito além de simplesmente colocar o valor em um item. Envolve uma série de fatores como custos de produção, mercado competitivo, demanda, e até mesmo questões regulatórias. 

Em um mundo onde a tecnologia avança rapidamente, contar com ferramentas eficazes como um ERP para indústria pode ser a chave para superar esses desafios. Neste artigo, vamos explorar os principais obstáculos da precificação na indústria e como é possível superá-los de maneira eficiente. Boa leitura!

A complexidade da precificação na indústria

Elaborar preços industriais é um verdadeiro quebra-cabeça. Diferente do varejo, onde o preço é muitas vezes influenciado diretamente pela percepção do consumidor, na indústria, a precificação precisa levar em conta uma vasta gama de variáveis. 

Esses fatores incluem desde o custo de matérias-primas e mão-de-obra, até despesas gerais e margens de lucro desejadas.

Imagine que você está fabricando um produto. Para definir o preço final, você deve considerar o custo de cada componente individual, o tempo de montagem, e os custos indiretos, como energia e manutenção de equipamentos. Além disso, há a necessidade de ajustar os preços conforme flutuações do mercado, variações cambiais e mudanças nas regulamentações, não é mesmo?

Mas, fique tranquilo. Vamos explorar agora alguns dos principais desafios na precificação na indústria, mas, principalmente, como superar um por um. Acompanhe.

1 – A influência dos custos fixos e variáveis

Um dos primeiros desafios na precificação industrial é entender e categorizar corretamente os custos. 

Custos fixos são aqueles que permanecem constantes independentemente do volume de produção, como aluguel e salários. Já os custos variáveis flutuam conforme a quantidade produzida, como matérias-primas e insumos.

Por isso, elaborar preços industriais exige uma análise detalhada de ambos os tipos de custos. Por exemplo, em uma linha de produção, quanto maior a quantidade produzida, menor será o custo unitário dos custos fixos, devido à diluição desse valor. 

No entanto, é crucial não subestimar os custos variáveis, que podem aumentar substancialmente com um aumento na produção.

2 – A importância da margem de lucro

Além de cobrir os custos, as empresas precisam garantir uma margem de lucro saudável. A definição dessa margem depende de vários fatores, como a competitividade do mercado, o valor percebido pelo cliente e as metas financeiras da empresa. 

Um erro comum é não ajustar a margem de lucro conforme as condições do mercado mudam, o que pode resultar em preços não competitivos ou em prejuízos.

3 – O impacto das mudanças regulatórias

Outro desafio significativo na precificação na indústria é lidar com as mudanças regulatórias. Regulamentações governamentais podem afetar desde o custo das matérias-primas até as práticas de produção e distribuição. É um caso muito comum em indústrias que precisam atender a Anvisa.

Isso significa que alterações nas políticas de importação e exportação, taxas e impostos podem impactar diretamente os custos e, consequentemente, os preços dos produtos.

Por isso, manter-se atualizado e em conformidade com as leis e regulamentações é essencial para evitar penalidades e garantir que os preços estejam alinhados com as exigências legais. Essa tarefa pode ser complexa, mas com o auxílio de um sistema de gestão integrado, fica mais fácil monitorar e adaptar-se às mudanças regulatórias.

A importância do sistema de gestão para a precificação na indústria

Para superar os desafios da precificação na indústria, muitas empresas estão recorrendo a sistemas de gestão avançados. Um sistema de gestão indústria, como um ERP, integra todas as informações e processos em um único sistema, proporcionando uma visão clara e em tempo real dos custos, produção, estoques e finanças.

Benefícios de um ERP para a indústria

Implementar um ERP para indústria pode transformar a forma como os preços são definidos. Com dados precisos e atualizados, as empresas podem tomar decisões informadas e ágeis. Algumas vantagens incluem:

  • Centralização de dados: Todos os dados relevantes estão disponíveis em um único sistema, facilitando a análise e a tomada de decisão.
  • Automação de processos: Redução de erros e aumento da eficiência ao automatizar tarefas repetitivas.
  • Previsibilidade: Melhor capacidade de previsão de custos e demandas, permitindo ajustes proativos na precificação.
  • Transparência: Visão clara dos custos envolvidos em cada etapa da produção, auxiliando na identificação de áreas para redução de custos.
  • Compliance: Facilita a adaptação às mudanças regulatórias, garantindo que todas as práticas estejam em conformidade com as leis vigentes.

Como um ERP pode otimizar a precificação na indústria

Agora que entendemos os desafios e a importância de um sistema de gestão, vamos explorar como um ERP para indústria pode otimizar a precificação de forma prática.

Integração de dados e análise em tempo real

Um dos maiores benefícios de um ERP é a capacidade de integrar dados de diferentes setores da empresa. 

Informações sobre custos de produção, estoques, vendas e finanças são centralizadas, permitindo uma análise em tempo real. Isso significa que você pode ajustar os preços rapidamente em resposta a mudanças nos custos das matérias-primas ou na demanda do mercado.

Por exemplo, se o custo de um componente crítico aumentar, o ERP pode alertar automaticamente os gestores, que podem então recalcular os preços para garantir a manutenção da margem de lucro. Essa agilidade é crucial em um ambiente industrial dinâmico.

Automatização de cálculos complexos

Calcular preços industriais pode ser extremamente complexo devido à necessidade de considerar múltiplas variáveis. Um ERP automatiza esses cálculos, reduzindo a probabilidade de erros humanos. Com módulos específicos para contabilidade, estoque e produção, o sistema pode calcular automaticamente os custos totais e sugerir preços que cobrem esses custos e incluem uma margem de lucro adequada.

Customização e flexibilidade

Um bom ERP permite a customização das suas funcionalidades para atender às necessidades específicas da empresa. Isso é particularmente útil na precificação na indústria, onde diferentes produtos podem requerer abordagens distintas. A flexibilidade do ERP permite a criação de regras de precificação que se adaptam a diferentes cenários.

Precificação na indústria é com SAP Business One

A precificação na indústria é um processo complexo, mas com o uso de um ERP para indústria, esses desafios podem ser superados de maneira eficiente. O ERP SAP Business One, implantado pela EasyOne, integra dados, automatiza cálculos e garante conformidade regulatória, permitindo ajustes rápidos e precisos nos preços.

Com a EasyOne, as empresas podem transformar a gestão de preços, mantendo a competitividade e assegurando margens de lucro saudáveis. Explore como o SAP Business One pode ajudar sua empresa a alcançar novos patamares de sucesso.

Quer conhecer o sistema SAP? Peça um orçamento para sua indústria!




    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    dezenove − 7 =

    Converse conosco

    Quer um orçamento ou deseja entender como o ERP da SAP vai ajudar sua empresa?

    Preencha com seus dados e nossa equipe entrará em contato.